Caso Ryan: Laudo do IML descarta agressão em escola. Ryan faleceu por ação de vírus.

Nossa administração não poderia em momento algum, deixar de acompanhar este assunto bem de perto. E por fim, publicar a todo o desfecho e o resultado do que realmente ocorreu com nosso querido aluno Ryan. E com as informações agora em mãos, passaremos a população.

Hoje, 17 de outubro, nos chegou a informação, advinda da Delegacia de Polícia Civil em Mantena, que desde o início tem trabalhado para elucidar a causa da morte do aluno Ryan, que sua morte não se deu por conta da agressão sofrida na escola, mas sim por conta da ação de um vírus, que o tomou completamente levando-o a morte.

Não deixa de ser uma tragédia e uma grande perca para todos nós.

Mas não podemos também deixar de relatar algo que ocorreu naquele momento.

Muitos e muitos comentários, naquele momento, chegaram a acusar e agredir a administração e a direção da escola Petrina, de forma a culpar ambas pela morte do aluno. Fomos cobrados a publicar informações, mesmo ainda sem tê-las. Isso seria irresponsabilidade.

Mas isso, não por parte de familiares, mas por “usuários de redes sociais” que sem também ter em mãos a realidade dos fatos, agrediram com veemência, em certos momentos até com palavras de baixo calão. E agindo assim, atingiram, de certa forma, até os familiares, fragilizados naquele instante de dor e sofrimento.

Várias mensagens, agressivas e desnecessárias, foram postadas de forma pública, agredindo sem pensar. Estas estarão sendo entregues as autoridades para a necessária investigação.

Não se pode agir assim. Devemos todos, sermos cautelosos em tudo que fazemos. De forma especial para com nosso semelhante em momentos assim.

Depois de juntada e organizada toda documentação médica relativa ao caso, tais como, atendimento em serviço de urgência, laudos médicos, exames, rotina de atendimento, traslado, e tudo mais, a Prefeitura de Mantena, através das secretarias de administração e educação, acompanhados inclusive de familiares de Ryan, foram até a delegacia pedir providências, e se colocar a disposição.  A partir de onde foi requisitado ao IML – Governador Valadares, a realização de LAUDO PERICIAL INDIRETO, através do qual fosse possível indicar a real causa da morte. Inclusive se houve relação com a suposta agressão em ambiente escolar.

E o que nos chega agora é o seguinte:

“Agindo assim, …a Polícia Civil de Minas Gerais, em Mantena, concluiu que Ryan Miranda Magalhães, de nove anos, morreu, em agosto deste ano, por ter contraído um vírus, e não por ter sido vítima de agressão na escola onde estudava, primeira linha de investigação seguida.”

No curso das investigações, o Delegado de Polícia que preside as apurações ouviu familiares da criança, que foram acompanhados pelos Secretários de Administração e Educação, bem como pelos responsáveis pela escola. Onde todos pediram que fosse feita a investigação doesse a quem doesse.

“Por fim, o laudo pericial confeccionado pelo IML indicou que Ryan faleceu em virtude de choque hipovolêmico, coagulação intravascular disseminada e febre hemorrágica por vírus.

O médico-legista também descreveu no laudo que a morte da vítima não tem relação com lesão traumática decorrente da agressão.

Não é possível, ainda, determinar qual vírus a criança teria contraído. Essa pesquisa será objeto de novas diligências por parte da equipe que investiga o caso.”

A investigação visa averiguar, também, o motivo de não ter sido diagnosticada, a tempo, a infecção que acometia a criança, durante o período em que passou por avaliações médicas. Novas testemunhas devem ser chamadas para depor nos próximos dias, visando a completa elucidação dos fatos.

Não se pode pensar em “política” quando uma vida está em jogo!

Não é normal, nem são, que em meio a um momento de tanta dor e sofrimento, seres humanos pensem em atacar uns aos outros politicamente.

Nossa administração não age assim e NUNCA agirá. Nosso lema é CUIDAR DA NOSSA GENTE! É nesse sentido que agimos e trabalhamos.

Nosso pesar e manifestação de sinceros sentimentos à família do nosso querido aluno Ryan. Deus como pai de amor, certamente agirá nestes corações enlutados.

A fonte das informações sobre a causa da morte vieram da Polícia Civil do Estado de Mina Gerais/ Delegacia de Polícia em Mantena / Instituto Médico Legal/ PCMG

 

Compartilhe